Resenha: O poço dos desejos



❦ ════ •⊰❂⊱• ════ ❦

Notas sobre o livro: 
- Autor: David Baldacci. 
-Título: O poço dos desejos. 
-Tradutor: Mario Molina. 
- Editora: Rocco. 
- Ano: 2002. 
- Páginas: 326.  
Nota ★★★★★ (5/5) 

❦ ════ •⊰❂⊱• ════ ❦


─── ❖ ── ✦ ── ❖ ───

Sinopse do livro


Quando Lou e Oz voltavam de um piquenique com os pais, o carro executa uma manobra perigosa, capota e pára, amassado, junto a um barranco. No acidente, morre Jack Cardinal, o pai, escritor, adorado pela filha Lou, enquanto Amanda, a mãe, fica paralisada, aparentemente para o resto da vida. 

Logo a vida de Lou e Oz, o irmão caçula, sofre uma reviravolta. A vibrante Nova York dos anos 40 será substituída por um sítio no montanhoso interior da Virgínia, um lugar sem telefone nem luz, onde o lugarejo mais próximo não passa de uma estreita ruazinha de terra, cercada por meia dúzia de casas. 

O trabalho naquele sítio é duro, começando com a ordenha do leite, antes do sol nascer, e só terminando à noite, depois que as galinhas são recolhidas e a vaca guardada com duas mulas e uma égua num celeiro velho. 

Certo dia aparece no local gente de Richmond, a cidade grande que ficava no final de uma longa viagem de trem. Eles querem o gás natural que tinham achado numa mina de carvão, mas Louisa Mae, bisavó e xará de Lou, se recusa a vender a propriedade. Ela não gostara da experiência que o pessoal dos montes tivera com a extração do carvão e o corte de madeira. O empreendimento havia interferido na vida local e deixado a região numa situação difícil, depois que se esgotaram os veios e as árvores. 

É neste cenário, de luta diária pela sobrevivência e de repetina ameaça à tranquilidade das serras da Virgínia, que Lou e o irmão Oz vão aprender o valor e a grandeza das coisas mais simples, como os gestos diariamente repetitivos para cuidar do solo, tratar dos animais, prover o sítio de água, fazer a manutenção do celeiro, cumprir as tarefas domésticas.

Para ajudá-los na adaptação, as crianças contam com o apoio de dois contadores de histórias: um deles, um menino, alguém que nutre um intenso ódio pela mina de carvão; o outro, um advogado, um homem que queria ser escritor, que sabia de cor trechos dos livros do pai de Lou e que, usando um pouco de poesia, vai tentar livrar aquela família do pesadelo que começara havia muito tempo, numa estrada da periferia de Nova York.

─── ❖ ── ✦ ── ❖ ─── 

Resenha 


O livro foi escrito tendo por cenário as montanhas de Richmond, onde o autor de fato morou com a mãe e a avó materna, e o contexto das montanhas do sudoeste da Virgínia, fora habitado por sua avó Cora Rose durante seis décadas. 

É uma história emocionante, a começar pela familiaridade do autor com os cenários por ele descrito. É uma leitura bem tranquila e envolvente, - apesar das trezentas e poucas páginas - onde cada personagem, cada interação e cada detalhe daquelas vidas fazem refletir sobre a importância dos laços de amizade e da família. 

Se já é difícil viver a vida com pessoas e lugares na qual já estamos acostumados, imaginem pra duas crianças que tiveram que largar sua vida em Nova York, tendo que encarar a perda trágica do pai e precisando cuidar da mãe que se encontra adoentada, na casa de uma bisavó que mal conheciam por cartas. 

Nesse contexto de surpresas diárias e (des)aventuras infantis que as verdadeiras amizades serão testadas, e onde a lealdade pode custar suas próprias vidas. A infância é uma fase muito rica, cheia de magia e ao mesmo tempo inocência. O autor mostra, através dos personagens, que apesar da infância ser reconhecida por sua inocência, é também verdade, que nesta fase as crianças são bem mais sagaz e espertinhas, mais do que aparentam. E são capazes de manter e defender seus valores com bravura até o fim. 

Os dois irmãos (Lou e Oz) voltam ao passado da infância de seu pai e passam a descobrir a criança que existia por trás daquele escritor e todo o contexto de vida nas montanhas que inspiravam seus livro. É um drama, entretanto, não é aquele drama forçado, que se resume a desgraças e termina num clichê. O leitor, irá se deparar, com injustiças, com desconfianças, deslealdades e com ódio, mas também, vai se deparar com amor, amizade, confidências e perseverança. É uma história de vida que tem altos e baixos, no qual seus personagens tirarão lição para o resto de suas vidas (não só os personagens, os leitores também). 

Pra quem acha que um livro que aborda o cotidiano da vida em uma montanha não possui surpresas e se resume a monotonia, precisa ler esse livro. E para os amantes de um bom drama e de uma linda história de vida, recomendo essa leitura também. 
Só digo que ao finalizar essas páginas eu já havia derramado rios de lágrimas. 

Este autor (David Baldacci) é conhecido pelos seus livros de suspense policial (que a propósito são incríveis); e ao escrever esse drama o autor consegue finalizá-lo de forma surpreendente, com todo o suspense possível. 

Vale a pena conferir!!! 

                                                               ─── ❖ ── ✦ ── ❖ ─── 

Trechos do Livro


"Finalmente Lou estava lá, o lugar sobre o qual o pai escrevera durante boa parte da vida, mas para onde nunca voltara."


"- Sabe o que acho engraçado? - disse Louisa. - Que as crianças tenham de sentir vergonha quando os pais não se importam em lhes dar de comer. Tanta vergonha a ponto de levar uma lancheira vazia para a escola e fingir que comem. Não acha engraçado elas não quererem que ninguém perceba que não têm nada para comer?" 

"Bem, esse cachorro era tudo que Diamante possuía. Quando se ama alguém, não se pode simplesmente ficar sentado vendo-o morrer." 

"Mas para eles, a montanha jamais se esgota, porque eles nunca arrancam a alma do que nela existe."


Link pra quem deseja conferir esse livro: O poço dos desejos - David Baldacci

É isso gente, espero que curtem a leitura, tentei resumidamente expor minhas percepções sobre o livro, sem dar muito spoiler. Beijinhos, até a próxima. Aline Dutra. 

─── ❖ ── ✦ ── ❖ ───




Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo