Alguns Fatos da Minha Vida Literária

Oi! Tudo bem com vocês? Eu sempre achei muito interessante este estilo de post, pois são neles que descobrimos se nossos hábitos enquanto leitores são super normais ou anormais. Mas, embora achasse muito legal nunca fiz por motivos de preguiça (RsRs). Só que como sou uma pessoa muito legal decidi tomar vergonha na cara e vir fazer. Então, Let's go, make no excuses now.



1. Eu comecei a ler com gibis.
Meu pai desde sempre me incentivou a ler, mas, no início, já que eu era criança, era bem mais fácil fazer com que eu me interessasse por gibis do que por livros grossos sem nenhuma cor, né? Então, toda semana (ou coisa assim, não lembro direito) ele me levava na banca e comprava os gibis novos da Turma da Mônica. E foi assim que eu me viciei em ler toda e qualquer palavra que aparecesse na minha frente 😊.

2. O primeiro livro que li, eu não li de verdade.
O primeiro livro que eu "li" chamava Pippi Meialonga, mas eu achei ele MUITO chato, então demorei uns 300 anos para terminar de lê-lo. Só que enquanto eu lia esse livro, meus pais me deram um livro que eu queria muito ler, mas, eles me proibiram de lê-lo enquanto não terminasse o que eu estava lendo, foi por isso que eu pulei um monte de páginas do livro e o declarei lido, para ler o meu verdadeiro primeiro livro, o primeiro da série Querido diário, Otário. Desculpa, pai e mãe!

3. Eu leio a última página do livro antes de ler a primeira.        
Por favor, não me julguem! Me deixem explicar antes. Eu nunca tive essa mania, eu só fui adquirir esse problema depois de ler a orelha do livro de Perdida que tinha um pequeno resumo sobre a vida de Carina Rissi, onde Carina confidenciou ler a última página dos livros antes mesmo do título (tá bom, exagerei um pouco). Acho que isso deve ter entrado no meu inconsciente com força total, pois agora não pego um livro sem ler a última página. Obrigado, tia Carina!

4. Amo romances.
Yey! Não tenho muito o que dizer sobre isso, só que fico triste quando não rola nenhum shipp no livro que eu tô lendo... Ah! E quase todo casal que eu shippo não fica junto. TRISTE!

5. Sem preconceitos, com uma exceção.
Apesar de ter uma preferência por romances eu leio de tudo, menos histórias chatas e desinteressantes, obviamente. Mas, exceção que eu me refiro é a de livros com histórias tristes, pois apesar de lê-los e amar a maioria deles, eu prefiro manter distância deste tipo de livro para não sofrer muito. Então, sim! Eu meio que tenho preconceito com histórias que fazem chorar.


Espero que tenham gostado e se identificado com o post, comentem fatos sobre a vida literária de vocês! Eu vou adorar saber. Enfim, até o próximo domingo, mas, enquanto ele não chega acompanhem o blog pelas redes sociais.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo